sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Saubara: Encantos da Baía de Todos os Santos

Lavagem da igreja de São Domingos Gusmão
da Saubara Crédito: Flickr Charles Batista
O nome Saubara é escrito na língua tupi e significa “comedor de formigas”, costume alimentício no Brasil de outrora. Localizada a 94 km de Salvador, no interior da Baía de Todos os Santos, e próxima à foz do Rio Paraguaçu, segundo o livro Roteiros Ecoturísticos da Bahia (2000), sua região apresenta uma paisagem diversa, composta por praias, falésias, áreas de manguezais e de Mata Atlântica com rios e cascatas.
Com o tipo climático úmido, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua área é de 158 km² e a população é composta por 11.871 habitantes (censo 2006).
A freguesia de São Domingos de Saubara foi uma das primeiras aglomerações urbanas que deram origem ao município de Santo Amaro. Seu desmembramento ocorreu em 13 de junho de 1989, quando foi emancipada, agregando vilarejos e praias da região. São eles: Cabuçu, Bom Jesus dos Pobres e o povoado de Araripe.

Quartel da independência baiana
O município teve sua constituição como povoado a partir da construção de uma igreja dedicada a São Domingos de Gusmão da Saubara, construída pelos moradores da Ponta de Saubara – região a beira-mar fundada pelo fidalgo português Braz Fragoso em 1685 – para que os protegessem em alto mar.
A igreja é constituída de pedras e óleo de baleia, trazidos por jesuítas espanhóis da Ilha de Itaparica, junto com a imagem do santo. Ela serviu de quartel general nas lutas pela Independência da Bahia, onde do seu alto podia-se avistar os portugueses vindos do mar para o ataque.

O verão no município
Devido à presença de distritos praieiros – Bom Jesus dos Pobres e Cabuçu –, o município movimenta sua economia na época do verão e abriga um grande número de pessoas vindas de Feira de Santana, Salvador e região do Recôncavo Sul da Bahia.
Pequenos povoados de estrutura simples, mas também com mansões localizadas na área costeira, que pertencem a artistas, empresários e políticos da região.
A praia de Bom Jesus dos Pobres fica próxima à foz do Rio Paraguaçu e ganha destaque pela localização a beira mar da igreja do Senhor Bom Jesus dos Pobres. Ela é datada do século XVII e fundada pelo clérigo Francisco de Araújo.
Praia de Cabuçu. Foto: Roberval Santana
Cabuçu tem águas apropriadas para a prática de esportes náuticos, como windsurf, esqui e vela. Localizada entre o mar e desembocadura de rios, em determinados meses do ano a praia torna-se um “berçário marinho”, produzindo desde aratu (crustáceo) a sururu (marisco). É conhecida popularmente como Praia do Oi, por ser a mais frequentada do município – geralmente por pessoas das cidades vizinhas que se conhecem. Seu nome na língua tupi significa marimbondo.

Representações culturais
As rendeiras fazem parte do acervo cultural de Saubara, famosas pela construção das rendas de birro, as mulheres – que muitas vezes são as mesmas que mariscam – produzem bolsas, tapetes e utensílios caseiros artesanalmente, utilizados com palha ou a própria renda.
A Sociedade Filarmônica São Domingos – primeira entidade do município, formada em 1916 – e as Caretas de Saubara são também um forte registro da cultura local. As caretas são originárias das lutas pela Independência da Bahia, quando as pessoas usavam o disfarce de careta para levar alimentos aos combatentes e não serem pegos pela tropa portuguesa. Com o final da guerra, o costume virou brincadeira e é tradição até os dias de hoje.

Fonte: Google
Culinária e economia
Por ser uma cidade litorânea, a culinária típica de Saubara e região é a produção de mariscos, peixes e crustáceos, que são vendidos de porta em porta ou nas feiras livres de cidades vizinhas, como em Santo Amaro, Feira de Santana e Salvador. A região também concentra “criadouro de camarões”, reduto de produção do marisco em cativeiro.

Como chegar
Para quem vem de Salvador, pela BR – 324, são 59 km até o entrocamento da BR – 420. Em direção a Santo Amaro, segue-se 5 km até entrocamento com a BA – 878. Seguindo mais 20 km e passando pelo distrido de Acupe, chega-se ao município de Saubara. A sede é distante de Cabuçu 6 km e 9 km de Bom Jesus dos Pobres.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails